Lusofonia cresce na Feira Internacional de Macau

Mais de 1.900 empresas ou associações participam na 18a edição da Feira Internacional de Macau, que decorrerá no Venetian entre 17 e 20 de Outubro, reporta a agência Lusa. Em declarações aos jornalistas, Jackson Chang, presidente do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), disse que o certame de 2013 terá uma participação 5,6 por cento superior à de 2012 e destacou que Portugal duplica a sua área de exposição para os mil metros quadrados.

De acordo com os dados disponíveis até hoje, está prevista a participação de entre 70 a 80 empresas portuguesas, numa missão promovida pela Associação dos Jovens Empresários Portugal China e pela Associação Industrial Portuguesa.

No pavilhão português haverá também, segundo a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), uma zona dedicada à realização de seminários e outra a provas de produtos. A presença portuguesa poderá, contudo, ser mais alargada pela participação noutros pavilhões como o do Fórum Macau.

Além do pavilhão português, a lusofonia estará representada noutro espaço de cerca de 300 metros quadrados dedicados exclusivamente aos países de língua portuguesa, num ano em que se assinalam 10 anos do Fórum de Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

No encontro com a imprensa, Jackson Chang lembrou, também, a “participação entusiasta de expositores, compradores e convidados”. Aquele responsável referiu que a feira Internacional de Macau “foi conquistando gradualmente exposição internacional”, levando o evento a quatro locais de exposição até ao centro de convenções do Venetian, o maior da cidade.

“A evolução da Feira Internacional de Macau é um reflexo do desenvolvimento económico, e do sector de convenções e exposições de Macau. Particularmente, desde a transferência [do exercício] da soberania em 1999, a feira tem proporcionado um conteúdo mais enriquecido numa resposta às condições económicas locais e internacionais”, disse.

Como habitualmente, durante o período da feira, irão decorrer no território diversos fóruns dedicados ao comércio e investimento, conferências temáticas e bolsas de contactos. O programa final da Feira Internacional de Macau será divulgado a 15 de Outubro.

 

Para ver a notícia original, clique aqui

in Ponto Final Macau, 14/10/13